Exposição fotográfica apresenta imagens do Cerrado

A exposição " Imagens do Cerrado" busca demonstrar o poder das imagens para a conservação dos recursos naturais, especialmente os recursos hídricos, e a manutenção da biodiversidade do Cerrado.

O Cerrado é um dos biomas que mais sofreu alterações com a ocupação humana. Atualmente, habitam no bioma cerca de 20 milhões de pessoas. Tal população é majoritariamente urbana e enfrenta problemas como desemprego, especulação imobiliária e degradação ambiental. Caso o ritmo da devastação continue – estudos indicam cerca de 2,2 milhões hectares anuais - a estimativa é de que o Cerrado seja extinto até 2050.

Além do alto índice de espécies endêmicas, o Cerrado apresenta uma rede hidrográfica de destaque, pois dele partem três das maiores bacias da América do Sul: as bacias do São Francisco, do Tocantins-Araguaia e do Paraná. Não por acaso o bioma por vezes é referido como Berço das Águas.

A aparente fartura de água no Cerrado, por sua vez, sofre várias ameaças. Particularmente no caso do Distrito Federal, as águas superficiais são escassaz e estão parcialmente comprometidas; em função disso, utiliza-se água subterrânea para suprir a demanda. Contudo, devido a características hidrogeológicas da região, o volume de água armazenado é pouco significativo para um aproveitamento sistemático. Segundo estudo do Tribunal de Contas do Distrito Federal, que tomou como base o ano de 2009, a demanda por água no dia de maior consumo nesse período chegou a 96,9% da disponibilidade dos recursos ofertados pela CAESB. Essa situação agrava-se com as ocupações irregulares, construção indiscriminada de poços artesianos, avanço de plantações com utilização de fertilizantes e agrotóxicos e ausência de tratamento de esgoto que comprometem a qualidade da água e a conservação da biodiversidade no Distrito Federal.

A exposição “Imagens do Cerrado” busca demonstrar o poder das imagens para a conservação dos recursos naturais, especialmente os recursos hídricos, e a manutenção da biodiversidade do Cerrado. Ela nasceu com o intuito de divulgar as belezas naturais desse bioma que são fonte de inspiração para o fotógrafo Gabriel Romeo. A exposição retrata desde as grandes paisagens até a microvida e sua diversidade revelando que apesar da acelerada degradação causada pela ação humana inconsciente, ainda guarda belas imagens da mais pura arte.

A arte como instrumento educativo cumpre a função de falar diretamente à alma e, assim, mobiliza o público pequenas ações, praticadas no cotidiano e que permitem aos cidadãos agir localmente, vislumbrando a conservação do Cerrado e dos recursos hídricos. A fotografia é um dos instrumentos com capacidade para sensibilizar o espectador, endurecido pelo concreto das grandes cidades e a pelo ritmo acelerado da vida contemporânea. É uma forma de levar a natureza aos ambientes urbanos, quando o contrário é muito mais difícil. O objetivo da exposição é promover a intimidade da sociedade brasiliense com o bioma, a fim de que, apreciando as imagens do Cerrado, possamos valorizá-lo e conservá-lo.


Sobre Gabriel Romeo

Gabriel Romeo é voluntário para o monitoramento da qualidade da água no Córrego do Palha no Projeto Bacias e desenvolveu sua arte por meio da fotografia de natureza. O início de sua carreira foi marcado por registros experimentais de paisagens do cerrado nos arredores de Brasília como Chapada dos Veadeiros e Pirenópolis. Em 2005, ele é contratado para registrar a natureza dos município do Vale do Urucuia até o Rio São Francisco e nas proximidades do Parque Nacional Grande Sertão Veredas no interior de Minas Gerais. De 2008 a 2010, ministra oficinas de fotografia no Jardim Botânico de Brasília no programa de educação ambiental, além de aulas de fotografia da natureza para crianças em projetos de inclusão socioambiental.

Serviço

A exposição, promovida pela Fundação Assis Chatobriant e Gabriel Romeo, será realizada no Espaço Chatô – Fundação Assis Chateaubriand, SIG, Quadra 2, Lote 340 ( Sede do Correio Brasiliense ), entre 19 de julho e 05 de agosto de 2011. Informações (61) 3214-1350 ou pelo e-mail fac@diarioassociados.com.br.

Apoio cultural

IEB (Projeto Bacias)
Colégio do Sol
Nature Club - Gastronomia Saudável

Coordenação e produção
Gabriel Romeo
Viviane Junqueira dos Santos







Comentários