G1 destaca trabalho do IEB no Pará

Cidade pacata vive boom industrial e agora quer seus direitos.

 

A história de Barcarena não é diferente de outras tantas cidades do país que, de um dia para o outro, viram sede de grandes indústrias sem terem se preparado para isso. 

Há cerca de 30 anos que se instalaram ali as empresas Albras e Alunorte, de beneficiamento e exportação de alumínio.  Segundo Lindalva, moradora local, naquela época Barcarena era uma cidadezinha pacata, boa de se morar, com 30 a 40 mil habitantes:

— A partir da implantação desse grande projeto industrial, a vida da gente mudou para pior. Foram remanejadas mais de mil famílias sem condições necessárias para recomeçarem a trabalhar em outros locais. Vários acidentes poluíram nossos rios. Hoje somos mais de cem mil habitantes  sem nenhuma qualidade de vida. Nossas escolas são pequenas, falta saneamento básico, o solo e a água precisam ser descontaminados. Sabemos que há tecnologia para isso e queremos que o poder público use o dinheiro que as empresas pagam de impostos para garantir uma vida melhor para todos nós.

Acesse o enedereço abaixo a veja a matéria completa

http://g1.globo.com/nova-etica-social/platb/2013/04/26/cidade-pacata-vive-boom-industrial-e-agora-quer-seus-direitos/

 

Clique aqui e conheça nosso projeto em Barcarena







Comentários