IEB inicia curso de Gestão Pública da Conservação

O objetivo é capacitar gestores públicos envolvidos na gestão ambiental, territorial e de áreas protegidas no sul do estado do Amazonas e em Rondônia.

 

Entre os dias 21 e 27 de abril de 2013, em Porto Velho, RO, o IEB realiza o Curso de Gestão Pública da Conservação. A atividade faz parte do projeto Conservação da Biodiversidade em Terras Públicas na Amazônia (Consbio).

Organizado em 05 módulos: 1 - Biodiversidade, serviços ambientais e áreas protegidas; 2 -  Instrumentos de políticas; 3 - Valores econômicos e sociais da biodiversidade e dos serviços ambientais; 4 - Mix de políticas para a conservação; e 5 - Espaços públicos e institucionais na gestão ambiental, territorial e das áreas protegidas.

O objetivo é capacitar gestores públicos envolvidos direta ou indiretamente na gestão ambiental, territorial e de áreas protegidas no sul do estado do Amazonas e em Rondônia, para o entendimento e o uso mais eficiente dos principais instrumentos de políticas que podem existir em interação e/ou integração, voltados à conservação da biodiversidade e dos serviços ambientais na Amazônia.

As aulas são ministradas por profissionais especializados nos temas abordados. Até o dia 23 de abril, foram realizados os dois primeiros módulos, sendo o primeiro proferido pela bióloga e escritora Nurit Bensusan, e o segundo pelo professor e economista Jorge Madeira Nogueira. As aulas seguem até a próxima sexta, 26 de abril.

O evento conta ainda com a participação de 25 pessoas, provenientes de diferentes regiões do Brasil e representantes de órgãos públicos e não governamentais como: Funai, Promotoria de     Justiça, ICMbio, Ministério Público de Rondônia, Ministério da Pesca e Agricultura, Censipam, Inpa, Secretaria do Estado, ONGs locais, Órgãos Municipais, entre outros.

De acordo com o coordenador acadêmico e facilitador do curso Leonardo Hasenclever, até o final do evento “os participantes serão expostos ao melhor do atual estado da arte da gestão pública da conservação no Brasil e no mundo, voltando então para seus postos de trabalho com mais ferramentas e possibilidades de acerto; além, é claro, de uma boa dose de motivação!”.

 

O Consbio:

O projeto Conservação da Biodiversidade em Terras Públicas na Amazônia (Consbio) tem por objetivo reforçar a participação da sociedade civil, organizações indígenas e comunidades tradicionais no planejamento, uso e gestão de Terras Públicas da região sul do Amazonas e nordeste de Rondônia. O projeto apoia ainda a melhoria das práticas de gestão e o aumento das oportunidades para o uso sustentável dos recursos naturais existentes nas Terras Públicas (Unidades de Conservação e Terras Indígenas) visando a conservação da biodiversidade dessas áreas.

O projeto é apoiado pela USAID e composto por seis organizações parceiras: IEB, CSF, Ecam, Metareilá, Kanindé e Opan.







Comentários