IEB realiza Curso de Aperfeiçoamento em Política Ambiental

Participantes discutem as problemáticas atuais sobre meio ambiente.

 

Desde o começo de sua história, o IEB trabalha com formação e capacitação. Um dos cursos especializados de maior visibilidade é o de Aperfeiçoamento em Política Ambiental. Neste ano, o IEB realiza a sua sétima edição em Brasília, entre os dias 26 de maio e 8 de junho.

O primeiro curso aconteceu no ano de 1998. “Naquela época não tinha um curso que abordasse todas as temáticas das políticas setoriais e como elas interferiam na política ambiental. Então esse curso realmente abriu um novo mundo para as pessoas que estavam trabalhando na área ambiental e não faziam essas conexões com as políticas setoriais,” afirmou Maria José, diretora executiva do IEB.

Os participantes são técnicos, gestores de organizações da sociedade civil, e gestores do setor governamental ou privado que atuam na Amazônia. O curso está dividido em seis módulos: a problemática ambiental, gestão do território, políticas energéticas e minerais no marco da urbanização, temas globais, novas políticas econômicas e ambientais e grupos de trabalho.

Como desde a sua última edição, realizada em 2005 aconteceram mudanças significativas na realidade ambiental do Brasil, o curso contempla a nova fase de desenvolvimento do País ao analisar os embates com a questão ambiental, com abordagens nos elementos da Agenda Verde, da Agenda Azul e da Agenda Marrom.

“O objetivo é oferecer um panorama abrangente das políticas ambientais focando essas diferentes agendas: verde representa a biodiversidade e a floresta, azul representa a água e os recursos hídricos e marrom são as questões urbanas, industrialização e poluição,” explicou Henyo Barretto, diretor acadêmico do IEB. Para ele, “o curso visa trazer elementos novos, inovadores e críticos, e instrumentos de análise crítica das políticas ambientais brasileiras nesses distintos aspectos, focando essas diferentes agendas e dimensões”.  

Com duração de 120 horas, o curso vai oferecer palestras, seminários e trabalhos em grupo. O curso será baseado em exposições e discussões abertas sobre os temas, e as aulas serão ministradas por especialistas. O coordenador acadêmico é Paul Little, doutor em antropologia pela Universidade de Brasília (UnB) e consultor internacional em assuntos de política ambiental.

O curso faz parte das atividades do Projeto Conservação da Biodiversidade em Terras Públicas na Amazônia (Consbio) em conjunto com o Programa Caleidoscópio desenvolvido com o apoio da Agência Estadunidense de Desenvolvimento Internacional (USAID).







Comentários