IEB realiza oficina preparatória para o curso de Gestão Integrada

Participantes puderam colaborar na construção do curso para o sul do Amazonas
Foto: Sara Gaia/IEB
Foto: Sara Gaia/IEB

O Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) promoveu nos dias 16 e 17 de março uma oficina preparatória no município de Lábrea, no Amazonas, para detalhar o curso “Gestão Integrada de Terras Indígenas e Unidades de Conservação no Sul do Amazonas”, que será realizado a partir de junho. A atividade contou com o apoio da Fundação Moore e parcerias da Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e organizações indígenas e extrativistas da região.

Participaram do evento a Coordenação-Geral de Gestão Ambiental (CGGAM) da Funai, Coordenação Regional Médio Purus, Coordenação Regional Alto Purus, Coordenação Regional Madeira, Coordenação Regional do ICMBio, Operação Amazônia Nativa (Opan), Organização dos Povos Indígenas do Alto Madeira (Opiam), Organização do Povo Indígena Parintintin da Amazônia (Opipam), Associação do Povo Indígena Jiahui (APIJ), Associação do Povo Indígena Tenharim Morogitá (Apitem), Associação do Povo Indígena Tenharin do Igarapé-Preto (Apitipre), Federação das Organizações e Comunidades Indígenas do Médio Purus (Focimp), Organização dos Povos Indígenas Apurinã e Jamamadi (Opiaj), Organização dos povos Indígenas Apurinã e Jamamadi de Boca do Acre (Opiajbam), Associação dos Produtores Agroextrativistas da Associação de Deus do Rio Ituxi (Apadrit), Associação dos Moradores Agroextrativistas da Resex Ituxi (Amari), Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas do Médio Purus (Atamp) e Associação Deus é Amor.

Todas as instituições presentes concordaram que o curso tem por objetivo a promoção do diálogo e a disseminação de informações e ferramentas sobre o tema, fomentando a troca de saberes entre os atores envolvidos com a gestão territorial e ambiental de áreas protegidas na região.

Na oficina foram pactuados, também, os critérios de seleção para participação no curso, estratégias de mobilização regional, bem como os temas que serão abordados no curso, como o histórico de ocupação territorial regional, legislação ambiental e indigenista, funcionamento do Estado Brasileiro e instrumentos de gestão integrada, entre outros. Também foram discutidas a colaboração de especialistas e a participação de atores envolvidos com experiências de gestão integrada no Brasil.

O curso faz parte do Projeto Gestão Integrada que objetiva fomentar a articulação e o diálogo qualificado dos atores locais envolvidos na gestão territorial e ambiental de áreas protegidas, propiciando uma interação institucional entre órgãos governamentais e destes com a sociedade civil organizada, valorizando a troca de saberes e otimizando as ações de salvaguarda das áreas protegidas no sul do Amazonas.

No âmbito do projeto, o IEB tem promovido desde agosto de 2015 reuniões de articulação e oficinas de sensibilização sobre o tema, bem como o planejamento participativo das atividades, incluindo a concepção e realização do curso para instrumentalização da discussão sobre gestão integrada na região.







Comentários