Lançamento de publicação sobre o diagnóstico socioambiental da Microbacia do Córrego Crispim

No último domingo, 29/05, o Instituto Internacional de Educação do Brasil, IEB, realizou o lançamento da publicação sobre o diagnóstico da Microbacia do Córrego do Crispim, uma edição do Projeto Bacias.

A cartilha comenta os resultados sociambientais do Crispim, que fica no Gama, cidade satélite de Brasília. Na ocasião, os parceiros do projeto em conjunto com a comunidade, realizaram uma conversa com o objetivo de encontrar soluções criativas e inteligentes para a recuperação e a preservação de seus recursos hídricos. A ideia é promover entre as lideranças uma rede de diálogo, onde os comentários e as discussões servirão para enriquecer e complementar o diagnóstico de forma participativa. No Distrito Federal, o Movimento CYAN iniciou o Projeto de Recuperação de Bacias, adotando como piloto e laboratório de testes a bacia hidrográfica dos rios Paranoá e Corumbá, onde se situa o córrego do Crispim. A proposta é levar melhorias aos recursos hídricos que abastecem as 34 fábricas da Ambev no Brasil. Além do Movimento CYAN e IEB, são parceiros o WWF Brasil, o CRAD-Unb, Faculdade JK e o Comitê de Bacia do Paranoá.

Para obter uma cópia da cartilha, clique aqui.







Comentários