Livro aborda pesca sustentável de camarão em município do Marajó (PA)

O livro relata o modo como as comunidades de Gurupá pescam camarão, mantendo na natureza os crustáceos da mesma espécie que ainda não possuem o tamanho ideal para serem comercializados.

Em Belém (PA), no auditório do Sesc Doca Boulevard, aconteceu no dia 22 de março, o lançamento do livro “Manejo comunitário de camarão e sua relação com a conservação da floresta no estuário do rio Amazonas: sistematização de uma experiência em Gurupá-PA”. O evento fez parte da programação do “Dia do Marajó”, promovido pelo Instituto Peabiru que reúne todos os meses agentes ambientais, pesquisadores, representantes de instituições e cidadãos para discutir e encontrar novos caminhos para o desenvolvimento sócio-ambiental do maior arquipélago fluviomarinho do mundo.

A programação reuniu cerca de 60 participantes que ouviram os benefícios e as dificuldades para implantar um método de coleta de camarão que ajudou a substituir práticas predatórias de pesca por técnicas mais sustentáveis. O relato das etapas que levaram ao conteúdo do livro foi apresentado por três representantes do município paraense de Gurupá: o pescador Antonio Braz; Bira Pantoja, membro do Instituto Gurupá, e Josineide Malheiros, integrante da Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas da Ilha das Cinzas (Ataic).

Um das ênfases dos expositores foi evidenciar que é possível a criação de iniciativas econômicas que respeitem as características das populações tradicionais da Amazônia, desde que haja investimentos e oportunidade para esses grupos participarem das estratégias de desenvolvimento. “Os depoimentos trouxeram uma discussão qualificada e pragmática acerca dos resultados da experiência no município marajoara”, ressaltou o gerente regional do IEB – Belém, Manuel Amaral, que coordenou a dinâmica das apresentações.

O IEB, juntamente com a Ataic e o Instituto Gurupá são responsáveis pela publicação, que teve o apoio da USAID, União Européia e Vale. O livro tem distribuição gratuita e também está disponível para download no site www.iieb.org.br.

clique aqui para fazer o download da publicação





Comentários