MPF na comunidade

Boca do Acre recebe a visita do Ministério Público Federal nesta semana

Mais de 100 pessoas se reuniram na palestra do projeto MPF na comunidade em boca do Acre
Mais de 100 pessoas se reuniram na palestra do projeto MPF na comunidade em boca do Acre

A população de Boca do Acre recebe nesta semana o projeto MPF na comunidade, uma atividade do Ministério Público Federal no Amazonas que tem como proposta se aproximar dos cidadãos que vivem longe da capital e em locais de difícil acesso e falta de comunicação.

A visita conta com uma equipe de seis servidores e três procuradores da República que estão desde o dia 27 atendendo a população de forma individualizada e também os grupos e organizações com demandas e denúncias a serem feitas. A atividade conta com a parceria da Comissão Pastoral da Terra (CPT). 

No primeiro dia foi realizada uma palestra de abertura que contou com mais de 100 pessoas no salão paroquial da igreja de São Pedro. Os procuradores explicaram o papel da instituição, a diferença entre o trabalho feito pelo Ministério Público e a Defensoria Pública e deram exemplos de direitos coletivos. Apresentaram também casos em que o MPF pode atuar para que os cidadãos saibam avaliar se cabe fazer a denúncia ou se devem procurar outro órgão.

“Nós vamos trocar ideias e convidar vocês a seguirem a gente, a estarem junto nessa luta por justiça. A ideia é que a ação não acabe essa semana. Nós queremos conhecer a realidade de vocês, conversar, receber as denúncias e mostrar como vocês devem fazer para nos cobrar e nos ajudar, mesmo estando longe”, afirma Julio Araujo, procurador da República e coordenador do projeto.

Entre os dias 28 e 30 de janeiro será realizado o atendimento ao cidadão. “Esse atendimento faz com que o mesmo se sinta mais próximo ao órgão e assistido para responder às suas denúncias”, explica Roberta Amaral, coordenadora do IEB. No dia 31, último dia de atividade, terá uma reunião com o prefeito do município, Antonio Iran de Souza.







Comentários