Publicação conta história da RDS do Rio Madeira em Novo Aripuanã e Manicoré/AM

Organizado pela assistente de campo do IEB em Manicoré, Roberta Amaral de Andrade, a publicação é um registro de como um processo de organização social de base comunitária na Amazônia pode ocorrer na prática e nas condições reais das comunidades da flores

Durante os dias 23 e 24 de setembro foram realizadas duas atividades em Manicoré/AM, uma relativa ao Programa de Desenvolvimento Local Sustentável (PDLS) e o lançamento da publicação Organização Social na Amazônia: uma experiência de associativismo na RDS do Rio Madeira ( Novo Aripuanã e Manicoré/AM). No encontro referente ao PDLS, associações comunitárias de três municípios vizinhos (Manicoré, Novo Aripuanã e Humaitá) discutiram dois tipos de políticas públicas agrícolas: o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da CONAB. Mais de 60 pessoas dos três municípios estiveram presentes no salão paroquial da matriz Nossa Senhora das Dores, durante a Expomani, festa comemorativa da cidade.

Ao longo do segundo dia os participantes foram divididos: enquanto um grupo levantava um pequeno diagnóstico sobre a situação dos programas nos municípios e ouviam as experiências de cooperativas e associações, o outro grupo aprendia a manusear o PAAnet, programa informático que auxilia para a montagem das propostas do programa de aquisição.

O encontro foi uma demanda da agenda de trabalho do PDLS de Manicoré, onde as políticas públicas de produção da agricultura familiar se encontram com as da segurança alimentar e da merenda escolar nas escolas. Uma interseção onde o município gera economia partindo das potencialidades locais, gerando emprego e renda no próprio município e alavancando a produção dos pequenos e garantindo comércio para o produto.

Ao término do encontro, ficou acertado que cada município terá que sondar cada Conselho de Alimentação Escolar (CAE), bem como as chamadas públicas por parte das prefeituras municipais para fazer o levantamento das entidades que têm proposta aceita pela CONAB assim das entidades carentes que precisam de alimentos.

Participaram da atividade representantes da CONAB, da Agencia de Desenvolvimento Sustentável (ADS), da Comissão Executiva da Produção e Lavoura Cacaueira (CEPLAC), do Instituto Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM), do IDEAS Instituto de Desenvolvimento Amazonense Sustentável de Manicoré (IDEAS) e da HANDS (Health and Development Service).

Publicação

Na ocasião, foi lançado o livro publicado pelo IEB que fala sobre a criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Madeira, nos municípios de Novo Aripuanã e Manicoré, no sul do Amazonas. Organizado pela assistente de campo do IEB em Manicoré, Roberta Amaral de Andrade, a publicação é um registro de como um processo de organização social de base comunitária na Amazônia pode ocorrer na prática e nas condições reais das comunidades da floresta. A obra é uma reflexão crítica e conta a experiência vivida pelas lideranças da Associação dos Produtores Agroextrativistas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Madeira (Apramad).

em breve a publicação estará disponível para download







Comentários